A IDENTIDADE DO APRENDIZ DE LÍNGUAS AUTODIDATA EM DEBATE

André Santana Machado, Mariana Rosa Mastrella-de-Andrade, Hélvio Frank de Oliveira

Resumo


Tendo em vista uma perspectiva pós-moderna de identidade, segundo a qual ela deixa de ser vista de forma homogênea para ser concebida como móvel e plural (WOODWARD, 2000; HALL, 2000), este trabalho investiga a maneira como as identidades de dois aprendizes de inglês que se autodeclaram autodidatas são construídas nos discursos educacionais que os descrevem em contraste com os relatos de suas próprias experiências de aprendizagem. Através de uma análise qualitativa interpretativista (MOITA LOPES, 1994), apontamos que não se inserir em um contexto formal de ensino de línguas não implica necessariamente em resistir à aprendizagem, mas, ao contrário, relaciona-se com o desejo de domínio da língua estrangeira e demonstra investimentos nessa aprendizagem.
Palavras-chave: Autodidatismo – Ensino-Aprendizagem de Línguas – Identidades

Texto completo:

PDF




----

Indexação: LatIndex | Diadorim

ISSN: 2177-1960