Xarqueada, de Pedro Wayne: um romance proletário?

Márcio Miranda Alves

Resumo


Este artigo analisa o romance Xarqueada, de Pedro Wayne, publicado em 1937. A obra surge em um momento em que a literatura brasileira se caracteriza pela denúncia das condições sociais e da situação de miséria dos trabalhadores nas indústrias e no campo. Em Xarqueada, a narrativa evidencia as condições de trabalho em uma charqueada no Rio Grande do Sul, onde os empregados são instigados a lutarem por seus direitos. Nesse sentido, o artigo tem por objetivo reconhecer algumas relações entre a ficção de Pedro Wayne e o romance proletário brasileiro dos anos 1930. A
hipótese, que fica aberta pela interrogação do título, sugere que Xarqueada pode ter sido o primeiro, ou até mesmo o único, romance proletário publicado por um escritor gaúcho.

Texto completo:

PDF




----

Indexação: LatIndex | Diadorim

ISSN: 2177-1960