Uma bala para Bené: “Cidade de Deus”, tradução coletiva e violência urbana no cinema literário brasileiro

Lemuel da Cruz GANDARA, Augusto Rodrigues da SILVA JUNIOR

Resumo


A partir dos embates sociais e estéticos próprios da literatura brasileira contemporânea, analisamos o assassinato do personagem Bené nas duas edições do romance Cidade de Deus (1997/2002), de Paulo Lins, e no filme homônimo de Fernando Meirelles (2002). A sequência revela facetas da guerra entre gangues na violência urbana imperiosa no espaço onde transitam seus personagens ao mesmo tempo em que o problematiza o processo de tradução coletiva no cinema literário brasileiro.

Palavras-chave


Cidade de Deus, Cinema literário brasileiro, Violência urbana

Texto completo:

PDF




----

Indexação: LatIndex | Diadorim

ISSN: 2177-1960