Nos confins de duas metrópoles, costureiras, malandros e guapos

Gabriela Hardtke Bohm

Resumo


A partir de um recorte espacial nas obras de Lima Barreto (1881–1922) e Evaristo Carriego (1893-1912) o artigo destaca alguns pontos de contato entre os bairros literários do Rio de Janeiro e de Buenos Aires, respectivamente. Historiadores e sociólogos vêm em auxílio na construção de um conceito interdisciplinar para esse setor urbano periférico, do qual emergem tipos muito particulares como a costureira, o malandro e o guapo.

Palavras-chave


Lima Barreto; Evaristo Carriego; subúrbio

Texto completo:

PDF




----

Indexação: LatIndex | Diadorim

ISSN: 2177-1960