Tirando o chapéu: o capítulo de Guimarães Rosa para o livro coletivo “Os Sete Pecados Capitais” (1964)

David Lopes da SILVA

Resumo


Apesar de ser o último texto de ficção mais longo que Guimarães Rosa publicou em vida, o conto “Os Chapéus Transeuntes” não recebeu praticamente atenção da crítica especializada. Pretendemos, neste artigo, aventar uma interpretação da estória que compreenda sua escritura como resultado da “fricção entre biografia e ficção” (MARINHO, 2011, p. 247), demonstrando, a partir de pequenos biografemas (SOUZA, 2002), sua importância para o estudo da obra do autor mineiro.

Palavras-chave


Guimarães Rosa, “Os Chapéus Transeuntes”, Soberba, Biografema

Texto completo:

PDF




----

Indexação: LatIndex | Diadorim

ISSN: 2177-1960